7 de março de 2018

Secitece implanta cluster de PCs no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais

O secretário da Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Inácio Arruda esteve na manhã dessa terça-feira (06/03), na sede o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), no Eusébio. Ele participou da solenidade de implantação de um cluster de PCs, que permitirá a realização de pesquisas de modelagem numérica em tempo e clima regionais. Os cálculos que normalmente levam quatro meses para serem processados, com o cluster esse tempo vai diminuir para um mês, agilizando todo o processo de pesquisa.

Inácio foi recebido pelo coordenador do INPE, Vicente de Paula Silva Filho, e por uma equipe de pesquisadores do Instituto. Na ocasião, foi assinado um documento acordando que a guarda do equipamento será de responsabilidade de INPE, um investimento do governo do Estado, no valor de R$ 350 mil, através do Fundo de Inovação Tecnológica – FIT. A Secitece trabalha para uma maior integração com órgãos como o INPE, que podem realizar pesquisas que interessam diretamente ao desenvolvimento do Estado. A Secitece entra com o equipamento e o INPE com os pesquisadores, explicou o Secretário Inácio.

Vicente de Paula destacou a importância do cluster, um agrupamento de computadores processando juntos. Ele explicou que há uma histórica escassez de dados disponíveis para os estudos meteoro-climatológicos, tanto temporal quanto espacialmente, principalmente na região Nordeste do Brasil.


O objetivo do estudo é a melhoria de modelos numéricos de simulação do comportamento regional da atmosfera, estudos para o entendimento das diferenças espaciais do clima, particularmente dentro do estado do Ceará, assim como das mudanças climáticas ocorridas em determinados ambientes, devidas, principalmente, às intervenções antrópicas.

A equipe de pesquisadores vai trabalhar para obter um conjunto contendo 30 anos de dados simulados por um modelo meteorológico, previamente ajustado para o estado do Ceará, com resoluções temporal e espacial, para o estudo dos fenômenos meteorológicos e climatológicos em nível da Mesoescala. O aprofundamento no conhecimento desses fenômenos contribuirá para o melhor gerenciamento das consequências do comportamento atmosférico, sobretudo daqueles relacionados com a escassez hídrica.

Participaram da solenidade de implantação do cluster de PCs os pesquisadores Arnóbio Cavalcante, Macílio Lucena, Francisco Tavares, Vanessa Almeida, Adeildo Sombra e Antõnio Pereira. Pela Secitece, além do secretário, estavam presentes, Juliana Morais, Flaviana Pereira, Edgar Mariano, Mônica Simione, José Neiva.