Combate ao escalpelamento


A Comissão de Educação do Senado aprovou nesta terça-feira () parecer favorável do Senador Inácio Arruda a projeto que cria o Dia Nacional de Combate e Prevenção ao Escalpelamento. O projeto segue agora para apreciação do Plenário do Senado.

De autoria do deputado federal Sebastião Rocha, o projeto (PLC 175/2008) estabelece que o Dia Nacional de Combate e Prevenção ao Escalpelamento seja lembrado, anualmente, no dia 28 de agosto.

É uma iniciativa de grande importância, pois a celebração dessa data vai permitir maior visibilidade à grave e verdadeira tragédia que ocorre principalmente nos Estados da região amazônica, que são as vítimas de escalpelamento pelos eixos dos motores das embarcações”, explica o Senador Inácio. “Também vai chamar a atenção das autoridades da Amazônia e do Ministério da Saúde para a necessidade de adotar medidas preventivas para evitar a ocorrência dessas tragédias e garantir tratamento especializado e cirurgia plástica reparadora às vítimas de escalpelamento”, afirma.

O escalpelamento é o arrancamento brusco, parcial ou total, do escalpo humano, o que leva a deformações severas e gera traumas permanentes, tanto físicos quanto psicológicos. O escalpelamento ocorre quando as pessoas se aproximam do motor ou da hélice em barcos precários, onde não há proteção para os respectivos eixos. Ao se aproximarem, as vítimas, em geral mulheres, têm seus cabelos repentinamente puxados pelo eixo da embarcação, que arranca todo ou parte do escalpo, orelhas, sobrancelhas e uma enorme parte da pele do rosto e pescoço.