Chávez completa dez anos de governo com cúpula da ALBA


O presidente venezuelano, Hugo Chávez, comemora nesta segunda-feira dez anos de seu governo com uma cúpula extraordinária de chefes de Estado e de Governo da Alternativa Bolivariana para os Povos de Nossa América (Alba).

Participarão do encontro os presidentes de Honduras, Manuel Zelaya; da Bolívia, Evo Morales; da Nicarágua, Daniel Ortega Saavedra; o vice-presidente cubano, Carlos Lage, e o premier da Dominica, Roosevelt Skerrit. O presidente do Equador, Rafael Correa, participa como convidado.

No domingo, em um dos atos de celebração de seus dez anos no poder, Chávez deu as boas-vindas aos chefes de Governo e de Estado que começaram a chegar ao país para participar do encontro. "Os mandatários da Alba já começaram a chegar. Damos às boas-vindas de Caracas a esse líder do Caribe negro, do Caribe Oriental, que é o primeiro-ministro da Dominica, Roosevelt Skerrit", afirmou o venezuelano.

Para ontem estavam previstas também as chegadas do presidente Manuel Zelaya, de Honduras, do vice-presidente cubano, José Ramón Machado Ventura, e do chanceler Felipe Pérez Roque. Hoje chegam ao país os presidentes da Bolívia, Equador e Nicarágua.

Na última semana, a chancelaria havia informado que a reunião permitirá uma análise e uma revisão dos projetos de cooperação e dos planos para 2009, como a criação de uma moeda comum. "Os presidentes nos acompanharão nas celebrações do décimo aniversário, e na Cúpula serão avaliadas as metas do ano 2009, entre as quais está a avaliação do sistema de compensação monetário entre os países da Alba, que compreende a criação de uma moeda única denominada Sucre", explicou o chanceler venezuelano, Nicolás Maduro Moros.

Criada em 2004 por iniciativa dos governos de Cuba e Venezuela, a Alba é uma alternativa ao Acordo de Livre Comércio das Américas (Alca), impulsionado pelos Estados Unidos. Atualmente a Alba é formada por Cuba, Bolívia, Nicarágua, Dominica, Honduras e Venezuela.