1 de fevereiro de 2018

Programa de aceleração da RedeNIT-CE é encerrado com Demoday no espaço CriarCE

Rodadas de pitches – apresentações rápidas feitas por empreendedores para “venderem” seus projetos – marcaram o encerramento do Programa de Aceleração de Tecnologias da Rede de Núcleos de Inovação Tecnológica do Ceará (RedeNIT-CE), que ajudou no desenvolvimento de produtos e serviços inovadores.

O DemoDay foi realizado no CriarCE FabLab, ambiente de incubação de ideias concebido pela Secitece, Citinova e RedeNIT-CE e que funciona no prédio do Cineteatro São Luiz, em Fortaleza. Participaram do evento pesquisadores de diversas universidades cearenses e de centros de pesquisa.

alt

Esteve na atividade a secretária executiva da Secitece, Nágyla Drumond, que elogiou a iniciativa da RedeNIT-CE e fez questão de enfatizar a importância do CriarCE como um local democrático para o fomento à inovação por qualquer pessoa. “Esse espaço é aberto às universidades e também aos inventores do povo (…) O Ceará deve ser conhecido não só por suas praias, mas pela inteligência produzida aqui, que já exportamos mas que ainda precisamos reter”.

Para o secretário da Citinova, Cláudio Ricardo, a parceria entre os governos e iniciativa privada é fundamental. “Hoje temos feito esse trabalho em rede, envolvendo Estado e município. É preciso democratizar o acesso à Tecnologia e trazê-la para dentro das políticas públicas”.

O coordenador da RedeNIT-CE, Samuel Façanha, parabenizou os pesquisadores por buscarem essa aproximação com o mercado. “É importante sair da zona de conforto e levar à população o que é gerado nos centros de pesquisa”.

Apresentações – Durante o Demoday foram apresentadas 10 tecnologias para inserção no mercado, que receberam, ao total, 110 horas de consultoria, realizada pela Wylinka, organização sem fins lucrativos que tem como propósito mobilizar e desenvolver instituições e ecossistemas para a inovação e o empreendedorismo.

alt

alt

alt

A ideia foi transformar as pesquisas em em tecnologias maduras, prontas para o mercado. Entre os projetos apresentados, destaque para o “Kit Comercial para Sexagem de Embriões”, desenvolvido pela empresa Oncells, oriunda da incubadora da Universidade Estadual do Ceará – IncubaUece.

Outra tecnologia apresentada foi o aplicativo MultiKids, concebido pelo Instituto Atlântico. A app faz o acompanhamento de crianças com sobrepeso, auxiliando os pais nesse trabalho.

Ao final do evento, os pesquisadores participaram de um café de interação, com o objetivo de criar oportunidades de networking e de parcerias entre os presentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *