3 de fevereiro de 2017

Inácio participa da abertura e da primeira mesa redonda da 10ª Bienal da UNE

A 10ª Bienal de Arte e Cultura da União Nacional dos Estudantes (UNE) foi oficialmente aberta neste domingo, em cerimônia no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. Presente na mesa que abriu os trabalhos, o secretário da Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Inácio Arruda, destacou a importância do evento acontecer em Fortaleza e em um equipamento público. A cerimônia foi prestigiada por estudantes de todas as regiões do Brasil.

Inácio também participou da primeira mesa da Bienal, que abordou o tema “A reinvenção do Pessoal do Ceará”, discutindo história, presente e futuro da música brasileira, juntamente com o cineasta Nirton Venâncio, os cantores e compositores cearenses Rodger Rogério e Mona Gadelha, além do jornalista Dalwton Moura. A presidente da UNE, Carina Vitral, acompanhou o debate.

Em sua fala, o secretário destacou a importância da música cearense, da arte e da cultura como um todo para a luta de várias gerações por um País melhor, lembrando que o compositor e arquiteto Fausto Nilo, que ao lado de Delberg Ponce de Leon é autor do projeto arquitetônico do Dragão, estava entre os estudantes presos pela polícia no Congresso da UNE de 1968 em Ibiúna-SP.

Rodger Rogério descreveu a história da geração que se tornaria conhecida como “Pessoal do Ceará”, apesar da resistência ao rótulo de “movimento”. “Era uma movimentação”, demarcou Rodger, sobre a geração que, entre o fim dos anos 60 e o começo dos anos 70, contou com artistas como Fagner, Belchior e Ednardo, mas também com o próprio Rodger, Petrúcio Maia, Fausto Nilo, Tânia Cabral, Wilson Cirino, Dedé Evangelista, Ricardo Bezerra, Brandão, Augusto Pontes, entre vários outros.

Mona Gadelha falou sobre a Massafeira Livre, grande festival de encontro de múltiplas artes, realizado em 1979 no Theatro José de Alencar e que deu origem a um disco duplo, lançado no ano seguinte. Também destacou seus sete discos e um DVD lançados como artista independente, convidando o público jovem da Bienal a conhecer mais sobre a música do Ceará.

Nirton Venâncio deu detalhes sobre a produção de seu filme, um documentário em longa-metragem, sobre a música cearense, e abordou diferentes elementos sobre o Pessoal do Ceará, incluindo a necessidade de mais visibilidade para as gerações mais jovens de músicos do Estado.

O grande encontro de sotaques e estilos e a grande maratona de debates sobre política, conjuntura brasileira, cultura, resistência e outras atividades culturais promovidas pela Bienal segue até quarta-feira. Toda a programação tem entrada franca, com livre acesso ao público. A programação completa pode ser conferida no site www.bienaldaune.org.br e na página da Bienal da UNE no Facebook.

Secitece promove Maratona de Robótica

Na segunda-feira (30/1), a Secitece promove uma Maratona de Robótica na Bienal, das 9h às 17h. Na atividade, os participantes irão aprender os princípios básicos da construção de robôs, seguida de uma competição. Serão disponibilizadas 20 vagas preenchidas por ordem de inscrição. A maratona promovida pela Secitece conta com a parceria do Hub Inovação Nordeste (Hubine/BNB), Federação das Empresas Juniores do Estado do Ceará (Fejece) e Sebrae Ceará.

Robôs do Centauro

Na terça-feira (31/1), a Fundação Núcleo de Tecnologia Industrial do Ceará (Nutec), por meio do Centauro, estará com uma exposição de diversos robôs no stand da Secitece. Serão drones que realizam mapeamento com GPS, serviços de vigilância e apoio na identificação de focos da dengue; robô móvel controlado via celular ou computador com sensor de obstáculos e braço mecânico; e um “humanóide”, com sistema para identificação de pessoas. Estará no local fazendo as simulações o gerente do Centauro, Renato Cândido Zimmermann.

Mais sobre a Bienal da UNE

A Bienal da UNE, o maior festival estudantil da América Latina, chega à sua 10ª edição e celebra seus quase 20 anos de existência com uma verdadeira ocupação cultural de Fortaleza. Entre quarta-feira, 29/1, e domingo, 1/2, mais de 5 mil estudantes vindos de todas as regiões do País vão se integrar ao povo cearense e fazer do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura e da Praia de Iracema a referência da produção artística, dos debates e do pensamento da juventude brasileira.

A 10ª Bienal da UNE tem como tema “Feira da Reinvenção”, em alusão ao potencial criativo do povo brasileiro e à possibilidade de reinvenção de linguagens, estéticas, formas de luta, de resistência e de arte, a partir da imagem das feiras populares. A 10ªBienal também dará início às festividades dos 80 anos da UNE, comemorados no dia 11 de agosto.

Com informações da assessoria do evento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *